fbpx

Por que muitas Mulheres Perdem Urina após a Menopausa?

Existem diversas causas de incontinência urinária feminina que acometem mulheres independente da faixa-etária. Neste texto falarei um pouco sobre a incontinência urinária em mulheres depois da menopausa que apesar de muito comum pode interferir no convívio social e na qualidade de vida destas mulheres.

perda de urina em mulheres após a menopausa. Tratamento e sintomas de incontinência urinária feminina.

Incontinência Urinária de Esforço em Mulheres após a Menopausa 

O principal tipo de incontinência urinária relacionada à chegada da menopausa é a incontinência urinária de esforço. Como o próprio nome sugere, o sintoma presente nesta incontinência urinária é a perda de urina em situações de esforço ou aumento da pressão intra-abdominal. Esta perda pode ser mínima em forma de escape ou maior com a necessidade do uso de protetores.

Sintomas da Incontinência Urinária de Esforço:

Situações que causam escape de urina na incontinência urinária de esforço:

  • Agachar
  • Tossir
  • Espirrar
  • Gargalhar
  • Levantar peso
  • Entre outros

Embora também possam ser apresentados por mulheres jovens, os sintomas de perda e escape de urina são mais presentes em mulheres após a menopausa

A queda dos níveis de Estrogênio (“hormônio feminino”) causada pela menopausa causa uma diminuição da vascularização da região pélvica da mulher. Com a região menos vascularizada, os mecanismos de conter a urina ficam menos eficientes, principalmente a musculatura do assoalho pélvico que serve como esfíncter da uretra.

Tratamento da Incontinência Urinária Feminina após a Menopausa:

O principal tratamento para a Incontinência Urinária de Esforço é a Fisioterapia Pélvica. A fisioterapia pélvica tem o objetivo de melhorar a vascularização, o controle e a força da musculatura do assoalho pélvico. Os principais recursos utilizados no tratamento são:

  • Eletroterapia
  • Biofeedback
  • Cinesioterapia (contração e relaxamento do “esfíncter”)
  • Entre outros

A boa notícia é que o índice de satisfação com o resultado do tratamento é alto, o que diminui muito a necessidade de procedimentos cirúrgicos para incontinência urinária.

Se você quiser saber mais sobre o tratamento, acesse aqui

Outra queixa muito comum  é a necessidade constante ou aumentada de urinar, um dos sintomas da Bexiga Hiperativa. Se quiser saber mais, dá uma olhadinha nesse artigo -> “Tudo que você precisa saber sobre Bexiga Hiperativa” .

Espero ter colaborado na sua pesquisa. A busca de informação é sempre o primeiro passo para o tratamento.

Dra Isabel Fonseca

Dra Isabel Fonseca 

Fisioterapeuta Pélvica, Diretora da Clínica Urobecken e Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia na Saúde da Mulher. (saiba mais sobre a Dra Isabel)

#urobecken #incontinênciaurinária #perdadeurina #fisioterapiapelvica #ginecologia #uroginecologia

Deixe um comentário

×