fbpx

O que é o Exame de Urodinâmica e Para que Serve?

É comum a queixa de sintomas adversos relacionados ao trato urinário nos consultórios médicos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), cerca de 10 milhões de brasileiros apresentam o problema.

Na grande maioria dos casos, o diagnóstico é simples e de fácil identificação. Uma entrevista bem conduzida com o paciente e um exame físico podem ser suficiente para orientar o tratamento adequado através da fisioterapia pélvica que também pode ser associada ao uso de medicamento quando o médico urologista julgar necessário. Porém, existem algumas situações mais complexas que exigem uma avaliação complementar mais detalhada e específica.

Nesse sentido, o exame de urodinâmica busca encontrar  um diagnóstico mais detalhado além de investigar a causa dos sintomas urinários.

O que é a Avaliação Urodinâmica?

A avaliação urodinâmica é um exame que possibilita analisar a atividade do aparelho urinário, ou seja, verificar se a bexiga está cumprindo sua função: realizar o armazenamento da urina de forma adequada e permitir o correto esvaziamento (fase de micção).

Avaliação Urodinâmica no Diagnóstico de Bexiga Hiperativa, Bexiga Neurogênica, Incontinência urinária de esforço e urgência. Exame Urodinâmico no Rio de Janeiro - RJ.

Também é possível avaliar como está funcionando os mecanismos de esfíncteres – estrutura muscular responsável por reter a urina e impedir perda involuntária –.  O procedimento  é realizado em ambulatório, sem a necessidade de internação.

Além disso, o exame também possibilita identificar deformações na estrutura genital, como os prolapsos ligados a divertículos uretrais, fístulas vesico-vaginais ou incontinência urinária de esforço.

As disfunções ocasionadas ao armazenar e/ou esvaziar a bexiga de forma inadequada podem acarretar mudanças perceptíveis através da:

  • Micção diurna ou noturna constante;
  • Redução urinária (micção fraca);
  • Retenção urinária;
  • Incontinência urinária (Perda de Urina), Falta de controle da Urina
  • Disúria (Dor ao urinar).

Como é feito o exame de Urodinâmica?

A análise é realizada  com a introdução de cateter uretral e sensores de pressão através da uretra e do ânus.

Em seguida, enche-se a bexiga com soro fisiológico e verifica-se a quantidade de líquido que a bexiga suporta e como sua pressão se comporta, além de verificar o nível de sensibilidade e se alguns estímulos provocam contrações incomuns na região ou escape de urina.

A realização do estudo urodinâmico é composta pela avaliação de:

  1. Fluxometria: avaliação da medida do fluxo urinário, tanto pela observação visual do jato urinário, quanto por registro gráfico;
  2. Cistometria: avaliação da pressão-volume no momento de encher a bexiga;
  3. Estudo miccional: avaliação da pressão no momento de esvaziar a bexiga;
  4. Estudo de pressão na uretra: avaliação da pressão ao longo da uretra;
  5. Eletromiografia do esfíncter uretral externo: avaliação da função muscular.

Quando é a Urodinâmica é indicada?

O estudo urodinâmico deve ser indicado nas seguintes situações:

  • Traumatismos vértebro-medulares; 
  • Bexiga Neurogênica
  • Infecções urinárias de repetição;
  • Doenças neurológicas;
  • Hiperatividade vesical; Bexiga Hiperativa
  • Incontinência urinária de Esforço ou Urgência
  • Incontinência Urinária após Prostatectomia (cirurgia para retirada da Próstata)
  • Retenção urinária.

Normalmente o urologista solicita este exame em situações mais complexas ou que não estão respondendo de forma adequada ao tratamento

Qual o objetivo do estudo urodinâmico?

O exame tem como principal finalidade reproduzir os sintomas que o paciente sente diariamente, ao permitir analisar as fases de enchimento e de esvaziamento da bexiga.

Veja o que é verificado no exame:

  • Presença de contrações involuntárias;
  • Volume de enchimento máximo;
  • Capacidade de esvaziamento;
  • Sensibilidade da bexiga;
  • Propriedades elásticas.

Preparação para o exame

Em adultos o exame não se exige nenhuma preparação especial antes de chegar ao local do exame.

Vimos que a avaliação urodinâmica é um exame invasivo e não muito simples. Em grande parcela dos pacientes, o médico urologista prescreve o tratamento e encaminha para a fisioterapia pélvica antes de solicitar a urodinâmica.   

Quer saber mais sobre o tratamento dos sintomas citados no artigo? Acesse nosso página de tratamento e saiba como a fisioterapia pélvica pode ajudar em cada um dos sintomas urinários.

Deixe um comentário

×