fbpx

Como usar os Dilatadores no Tratamento de Vaginismo?

Se você chegou até aqui, provavelmente já leu que a dor sentida por mulheres com vaginismo na tentativa de penetração é causada principalmente por uma contração involuntária da musculatura do assoalho pélvico que dificulta ou até mesmo impede a penetração. Esta contração ou espasmo muscular sozinha já é capaz de causar dor e quando somada à pressão exercida pelo pênis ou objeto (exame preventivo, por exemplo) é ainda maior. 

Os primeiros passos da fisioterapia pélvica no tratamento do Vaginismo são restabelecer o tônus muscular através de técnicas de relaxamento e criar consciência muscular para as pacientes conseguirem identificar quando a musculatura do assoalho pélvico está contraída e quando está relaxada. Nesta fase é bem importante o uso da massagem perineal e do Biofeedback.

Em seguida um treino muito importante é o de relaxamento voluntário e alongamento da musculatura do Assoalho Pélvico. E aqui chegamos no tema do nosso artigo: Dilatadores Vaginais!

Dilatadores Vaginais

Uso de Dilatadores no Tratamento de Vaginismo e Dispareunia, dor durante a relação e dor na penetração.

O nome dilatador pode sugerir que esse recurso seja utilizado para literalmente “dilatar”, “alargar”, “abrir” a vagina mas NÃO. O objetivo do Dilatador é “educar”, “ensinar” o relaxamento enquanto promove alongamento da musculatura. Por tanto podemos dizer que durante o uso do dilatador, o canal da vagina NÃO “aumenta mecanicamente” e sim retoma seu diâmetro normal quando relaxado.

Além do relaxamento e alongamento, o uso de dilatadores aumenta a percepção e proporciona dessensibilização da dor na região. Outro benefício pode ser o aumento da confiança e diminuição do medo e ansiedade.     

Os dilatadores possuem diâmetros e tamanhos diferentes para que o uso seja gradual conforme a evolução individual de cada paciente. 

Uso de Dilatadores para Vaginismo em Casa

A fisioterapeuta pélvica pode utilizar durante a sessão e também orientar o uso diário em casa de acordo com a fase do tratamento.

  1. Normalmente, recomendo algumas técnicas de respiração e exercícios de percepção da musculatura do assoalho pélvico antes de introduzir o dilatador para facilitar o relaxamento. 
  2. Você pode utilizar óleo de coco para facilitar a introdução. Outra dica é tentar colocar o dilatador durante a expiração (soltando o ar).
  3. Comece com os dilatadores menores de forma que você se sinta confortável e não se preocupe se você não conseguir introduzir nas primeiras tentativas.
  4. Após introduzir, você pode simplesmente tentar relaxar percebendo o dilatador ou realizar movimentos como rotação e inclinação, por exemplo. (usar a mão para girar ou inclinar levemente o dilatador em diferentes direções)  
  5. Conforme for se sentindo confortável você pode experimentar o próximo tamanho de dilatador 
“Obviamente isto não se trata de um tratamento à distância mas espero ter ajudado com estas pequenas orientações de como usar o dilatador em casa.  O dilatador é apenas um dos diversos recursos da Fisioterapia Pélvica então sempre que possível procure uma clínica especializada em fisioterapia pélvica para realizar o tratamento, tenho certeza que o resultado será muito melhor.”  

O Biofeedback Eletromiográfico já citado nesse artigo é muito eficaz no tratamento do vaginismo. Dá uma olhadinha nesse artigo -> “Fisioterapia Pélvica com Biofeedback no Tratamendo do Vaginismo”

Também não podemos esquecer do papel da Ginecologia e da Psicologia. Por mais que o vaginismo nem sempre tenha um fator psicossomático identificado como causa primária, a dificuldade em manter relações pode causar algumas questões psicológicas a serem trabalhadas. Comentei um pouquinho sobre no artigo: “5 dúvidas de mulheres que sentem dor na relação”   

Dra Isabel Fonseca

Dra Isabel Fonseca 

Fisioterapeuta Pélvica, Diretora da Clínica Urobecken e Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia na Saúde da Mulher. (saiba mais sobre a Dra Isabel)

#urobecken #vaginismo #dispareunia #dilatadores  #fisioterapiapelvica #ginecologia #psicologia  

1 comentário em “Como usar os Dilatadores no Tratamento de Vaginismo?”

Deixe um comentário

×